Especial Vestibular de Inverno

Especial Vestibular de Inverno

Está chegando o meio do ano e com ele o famoso vestibular de inverno. Para quem não está familiarizado com o termo, este é processo seletivo de Faculdades, Centros Universitários e Universidades para ingresso no segundo semestre do ano letivo.

Podem concorrer a uma vaga no vestibular de inverno os estudantes que já concluíram o Ensino Médio, uma vez que a matrícula em um curso superior exige este diploma. Quem ainda está no Ensino Médio pode participar dos exames, mas como treineiro.

Conversamos com o Prof. Almir Bunduki, diretor do Stockler Vestibulares, e com Prof. Antonio Nivaldo Hespanhol, diretor-presidente da Vunesp, que deram dicas importantes para os vestibulandos interessados no vestibular de inverno. Confira:

VESTIBULAR DE INVERNO: UMA NOVA OPORTUNIDADE PARA QUEM NÃO PASSOU NO VESTIBULAR DE VERÃO DO ANO ANTERIOR

Prof. Almir Bunduki – Diretor do Stockler Vestibulares

sejabixo!: Com base na sua longa experiência, quais são suas recomendações para os estudantes que não conseguiram passar no vestibular de verão?

Prof. Almir Bunduki: Vencida a frustração inicial, sentimento muito natural e inevitável, especialmente para quem estudou com afinco, o mais importante é fazer um diagnóstico das razões que levaram à reprovação nos vestibulares. Seu desempenho foi pior em determinada matéria ou em um setor específico de alguma matéria? Você se saiu mal em exames  ou etapas cujas questões eram de um tipo específico (dissertativas, de múltipla escolha, interdisciplinares)? O que mais lhe prejudicou foi a administração do tempo? Ou foi a ansiedade? Fazer esse exercício é essencial para determinar a melhor estratégia para atacar suas deficiências. Fuja do autoengano e das desculpas. Elas não lhe ajudarão em nada.

sejabixo!: Quem já veio de um ano de cursinho deve considerar trocar de pré-vestibular??

Prof. Almir Bunduki: Sim. A mudança de elenco e de material didático pode servir de estímulo para o estudo. Muitas vezes um novo professor aborda o assunto de maneira diferente e contribui para o entendimento de pontos  que podem ter ficado mal resolvidos no ano anterior. Novos ares também podem ajudar o aluno a vencer o desânimo.

sejabixo!: O vestibular de inverno é uma boa opção para quem não conseguiu a vaga no vestibular de verão??

Prof. Almir Bunduki: Sim. Mas é preciso dosar as expectativas e estudar como se não houvesse garantia de sucesso. Só assim o aluno conseguirá lidar bem com uma eventual reprovação em uma edição tida como “mais fácil” do vestibular que deseja prestar.

sejabixo!: O estudante que irá prestar vestibular no meio do ano deve escolher um curso intensivo ou extensivo (pensando numa preparação também para o final de ano)?

Prof. Almir Bunduki: Salvo em casos em que aluno vise uma prova bastante específica – como é o caso de alguns vestibulares para Administração de Empresas em boas escolas particulares – o ideal é apostar em um módulo extensivo porque ele aumenta o leque de opções tanto em termos das edições que o estudante pode prestar, quanto de instituições.

DIFERENÇAS ENTRE O VESTIBULAR DE INVERNO E VERÃO

Prof. Antonio Nivaldo Hespanhol, Diretor-presidente da Vunesp

sejabixo!: No caso da Unesp, são oferecidos os mesmos cursos no vestibular de inverno e no de verão?

Prof. Antonio Nivaldo Hespanhol: A Unesp oferece muito mais cursos no vestibular feito no final do ano. Para ingresso no primeiro semestre deste ano, a Unesp oferece 7.365 vagas em 173 cursos de 23 cidades. No vestibular de meio de ano, a oferta do último ano foi de 360 vagas em 9 cursos de cinco cidades: Bauru, Ilha Solteira, Registro, São João da Boa Vista e Sorocaba. Em linhas gerais, a oferta de vagas no meio do ano representa 4,9% da oferta do final do ano, mas sempre despertando bastante interesse por parte dos vestibulandos.

sejabixo!: Existe alguma diferença com relação ao nível de exigência nas provas?

Prof. Antonio Nivaldo Hespanhol: Não há qualquer diferença em relação ao nível de exigência e ao formato das provas nos dois vestibulares. Quem fez prova no final do ano e não foi aprovado perceberá que é o mesmo modelo de prova e com o mesmo grau de dificuldade.

sejabixo!: A concorrência no vestibular do meio do ano costuma ser menor?

Prof. Antonio Nivaldo Hespanhol: O último exame de meio de ano registrou 11.800 inscritos. A média de disputa por curso foi de 21,5 candidatos por vaga, maior que a média de 14,6 do exame de final de ano, com quase 108 mil inscritos para 7.365 vagas.

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR DE INVERNO 2018

Você pode acompanhar as datas de inscrições em provas aqui no Calendário do Vestibular e na seção notícias dos vestibulares no sejabixo!

Agradecimentos:

Fundação Vunesp
Stockler Vestibulares